sábado, 6 de outubro de 2012

Macedo de Cavaleiros

Há passeios grandes, outros mais pequenos, uns que têm muito que ver, outros nem por isso. Mas quando estamos bem acompanhados, temos uma boa acomodação e sítios pitorescos onde se passear, a viagem vale sempre a pena (só custa pagar scuts e gastar mais em portagens que em gasóleo :)
Houve dois fins de semana que aproveitámos para dar um giro rápido por terras lusas. Foram elas Macedo de Cavaleiros e Sesimbra (próximo post).

Em Macedo ficámos num pequeno, mas completamente moderno, hotel. Com bom pequeno-almoço, compotas caseiras, fruta biológica, etc. Macedo em si, não é propriamente um centro turístico. Chegámos numa sexta-feira, feriado, e a cidade parecia abandonada. Até os sempre disponíveis e pouco úteis snack-bar, estavam fechados. Encontrámos uma pastelaria aberta e foi isso que nos desenrascou o lanche. A senda nocturna de procura de restaurantes é similar ao que acontece durante o dia. No entanto, neste campo, houve uma revelação inesperada; encontrámos um restaurante que pertence a uma hospedaria, com bom aspecto, empregados 5* e com um javali grelhado que é fora do comum.
 
Relativamente perto de Macedo existe a Albufeira do Azibo, se não estou em erro, uma das nomeadas para as 7 maravilhas. É realmente um sítio bonito, agradável, bom para se fazer um picnic e dar uns mergulhos. Tem também por lá perto uns trilhos pedestres, que circundam a albufeira e que podem ser algo extensos. Aconselho a fazerem-nos, mesmo que não seja pela rota oficial, um simples passeio ao lado das margens já promove bonitas fotografias. 
 


Demos também um salto a Vila Flor, cenário de uma novela já emitida em Portugal. Uma vila pitoresca, bem arranjada, mas que se despacha em 2 ou 3 horas.

Fomos também a Mirandela, a capital da alheira. Curiosamente não comemos o ex-líbris. Se fosse um doce conventual, o texto possivelmente teria outro sentido.


Não pode faltar o castelo da praxe. Pátria de exploradores e guerreiros, temos vários castelos com vistas fabulosas que podemos e devemos visitar. O de Bragança é um deles.
Também em Bragança, mas fazendo aqui um off-topic, podem ver uma foto de um quintal particular com varias figuras de barro, de tal forma bem colocadas e com tantas e variadas expressões, que chega a ser assustador!

Quem gosta de animais, irá com certeza gostar de visitar o Parque Biológico de Vinhais. Podem também aproveitar para fazer campismo ou usar um dos bungalows. É um zoo com animais mais tradicionais. É um zoo, digamos, para a malta da cidade. Tem bois, vacas, burritos, galinhas, patos, etc. Mas mesmo que sejamos homens e mulheres rudes do campo, habituados à bicharada (como nós somos), é sempre engraçado ver a fauna a viver o seu dia-a-dia.
 

Como disse, foi um fim de semana relaxado, sem grandes planeamentos e sem uma grande agenda de visitas. Foi para se fazer na hora, no local, sem pressas.

2 comentários:

  1. Gostei! Pois também gosto de partilhar os lugares que visito. Tanto a nível de hospedagem como Restaurantes. Pois quando andamos em território desconhecido é sempre bom ter umas luzes.Obrigado. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. na partilha é o que está o ganho. de que vale viajar se não pudermos contar a história? ;) bons passeios!

      Eliminar